Cardeal-Patriarca sublinha importância de anunciar mensagem cristã a quem está longe da fé

269
Lusa | D. José Policarpo (imagem de arquivo)

Lisboa, 25 dez 2012 (Ecclesia) – O cardeal-patriarca de Lisboa afirmou hoje que a Igreja Católica deve assumir a necessidade de encontrar outras formas de anunciar a sua mensagem a quem está longe da fé, falando na “urgência da missão”.

“Um dos desafios da nova evangelização é o de encontrar novos caminhos para o anúncio da fé cristã neste tempo, que é o nosso”, disse D. José Policarpo, na homilia da missa de Natal a que presidiu na Sé da capital portuguesa, esta manhã.

O presidente da Conferência Episcopal Portuguesa sustentou que os católicos devem ser “portadores da luz, anunciadores da esperança e da alegria”, com atenção “às buscas, às inquietações das pessoas” que os rodeiam.

“Quando cada cristão se encontra com Cristo, escuta a sua Palavra, e na fé experimenta já a alegria da liberdade, é imediatamente enviado, com urgência, a anunciar, a proclamar que Ele é o nosso libertador, que vale a pena segui-lo, que é maravilhoso amá-lo”, declarou.

Segundo D. José Policarpo, mesmo os que não conhecem Jesus “têm no seu coração a sua marca, ‘as sementes do Verbo’, que podem desabrochar num reconhecimento, num encontro pessoal que transforma a vida”.

“Nós, os crentes, enfrentamos o drama chocante da humanidade: Ele [Jesus] continua a vir para o que é seu, e os seus não o recebem, Ele quer inundar de luz, de paz, de esperança e de alegria os corações sofridos e atribulados, mas há tantos que recusam a luz”, referiu.

O cardeal-patriarca espera que as comunidades católicas não relativizem “esta urgência”, pois considera importante “os homens encontrarem-se com Jesus Cristo” e inventar “novos caminhos de missão”.

“Ele [Jesus] espera de nós, que com a nossa vida, pela nossa palavra convicta, pelo testemunho do nosso amor, o anunciemos àqueles que até agora não o acolheram, um pouco por culpa nossa, porque não o anunciamos”, alertou.

OC

fonte.ecclesia