É coisa difícil dominar a língua

635

Analise bem as coisas, porque é muito fácil confundí-las e tirar conclusões errôneas. O bem e o mal são irreconciliáveis e, no entanto, com frequência os confundimos.

É mau fazer o mal; é pior falar mal daquele que pratica o mal; é mau falar mal dos outros; é pior inventar os males que se comentam dos outros. É mau fazer o bem e ocultá-lo por temor; será bom praticar o bem e não lhe dar publicidade, sempre que pudesse parecer ostentação; porque é bom praticar o bem, mas é mau fazê-lo por publicidade.

Assim, portanto, não fale mal de nada e muito menos de ninguém; fale bem de tudo e de todos, mesmo quando devesse depreciá-los. Pratique sempre o bem e afaste-se do mal, pois será bom afastar-se do mal e muito mau não praticar o bem.

É coisa difícil dominar a língua; por isso o apóstolo Tiago diz que aquele que consegue dominá-la é verdadeiramente religioso (Tg 1,26).

“Aquele que protege uma linguagem iníqua, não pode fugir dele… o som de suas palavras chega até o Senhor… É, com efeito, um ouvido cioso, que tudo ouve, e nem a menor murmuração lhe passa despercebida. Acautelai-vos, pois, de queixar-vos inultimente, evitai que vossa língua se entregue à crítica” (Sab 1,8-11)