Igreja celebra 5 anos da beatificação de Bárbara Maix

236
beatificação de barbara maix

Nesta sexta-feira, 6, a Igreja Católica no Brasil recorda os cinco anos da Beatificação de Bárbara Maix, fundadora da Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria (ICM).

A religiosa, nascida em Viena, na Áustria, viveu sua vocação e missão no Brasil, doando-se ao trabalho com os mais pobres, especialmente, crianças e adolescentes órfãos.

Sua beatificação foi realizada em 2010, em Porto Alegre (RS). Na ocasião, o então Papa Bento XVI publicou um decreto reconhecendo que Bárbara Maix viveu os valores do Evangelho.

“Expressamos nossa gratidão pela declaração pública e oficial da Igreja proclamando Madre Bárbara Bem-Aventurada, feliz por ter vivido o Evangelho. Relembramos a extraordinária celebração do dia 06 de novembro de 2010, em Porto Alegre: dia que marcou a vida de muitos, que se tornaram portadores dos valores humanos e espirituais sustentados e defendidos por Bárbara Maix”, destacou a postuladora da causa de Canonização, Irmã Gentila Richetti.

Celebrações

Dois eventos serão realizados no Rio Grande do Sul para celebrar a memória de Bárbara Maix, um em Porto Alegre, onde está a Sede Geral da Congregação, e outro em Caxias do Sul.

Nesta sexta, 6, haverá uma Missa em Ação de Graças, às 19h, no Santuário São Rafael, local que guarda o relicário com os restos mortais da religiosa.

O santuário está localizado na Rua Riachuelo, 508, centro de Porto Alegre. O mesmo endereço abriga, também, o Memorial Bárbara Maix e estará aberto a visitações.

Já no domingo, 8, no distrito de Santa Lucia do Piaí, Caxias do Sul/RS, será realizada a 4ª peregrinação ao monumento que retrata o milagre de Deus por intercessão de Bárbara Maix – a cura do menino Onorino Ecker.

Na mesma oportunidade, a Congregação fará a abertura oficial do Ano Vocacional ICM.

Quem é Bárbara Maix

Ela nasceu em 27 de junho de 1818, em Viena, na Áustria. Perseguida pela Revolução de 1848, mudou-se para o Rio de Janeiro. No ano seguinte, fundou a Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria. Residiu no Rio de Janeiro e no Rio Grande do Sul. Dedicou-se ao serviço da caridade através da educação e acolhida às crianças órfãs, filhos de escravos, das vítimas da peste e aos mutilados pela Guerra do Paraguai. Faleceu no dia 17 de março de 1873, aos 54 anos de idade.

O milagre, acolhido pelo Vaticano para a beatificação, foi a cura do menino Onorino Ecker. Em julho de 1944, então com 4 anos, Onorino caiu sobre uma fogueira, tendo o corpo totalmente queimado. Hospitalizado com queimaduras de terceiro grau, foi desenganado pelo médico que o atendeu. Irmãs ICM e familiares invocaram a intercessão de Madre Bárbara. Em menos de 15 dias, a criança estava completamente curada.

Para que seja declarada santa, a Igreja pede a comprovação de mais um milagre, ocorrido após sua beatificação. “Enquanto aguardamos a hora de Deus para a Canonização de Bárbara Maix, vamos solidificando em nós a graça da Beatificação, fazendo o nosso caminho de santidade, nos fortalecendo na fé, na esperança e no amor de uns para com os outros, assim como Deus quer que vivamos”, afirma a postuladora da causa.

Oração para pedir a intercessão de Bárbara Maix

Deus, Pai de bondade e misericórdia, que escolhestes Bárbara Maix para cumprir, sempre e em tudo, a Vossa Vontade, especialmente junto aos mais necessitados, concedei-nos, Vós que conheceis nossas esperanças e sofrimentos, a Graça de que tanto precisamos (pedido). Pedimos, também, por intermédio do Imaculado Coração de Maria, a Canonização de Vossa fiel serva, a Bem-Aventurada Bárbara Maix.

Pai Nosso, Ave Maria, Glória ao Pai

Imaculado Coração de Maria, rogai por nós!
Bem-Aventurada Bárbara Maix, rogai por nós!