Papa perdoa ex-mordomo condenado no caso vatileaks

167

O Papa Bento XVI perdoou o seu ex-mordomo, Paolo Gabriele, condenado por roubo de documentos reservados da Santa Sé, caso conhecido como vatileaks. A informação foi divulgada na manhã deste sábado, 22, por meio de nota da sala de imprensa da Santa Sé.

O Santo Padre visitou Paolo Gabriele na prisão nesta manhã para comunicar pessoalmente a ele o seu perdão. A atitude, segundo informa a nota oficial, reflete um gesto paterno em relação a uma pessoa com quem o Santo Padre teve contato cotidiano por alguns anos.

Com o perdão, Paolo Gabriele foi solto e voltou para casa. Embora não possa retomar o trabalho anterior e continuar a residir no Vaticano, a Santa Sé, confiando na sinceridade do arrependimento expresso, quer oferecer a ele a possibilidade de retomar com serenidade a vida junto à sua família.

O Papa Bento XVI ao lado de seu ex-mordomo, Paolo Gabriele
FONTE.cançaonova